Juraci Magalhães – Político

Foto de Juraci Vieira de Magalhaes
Juraci Vieira de Magalhães

* Senador Pompeu, 12 de fevereiro de 1931
+ Fortaleza, 21 de janeiro de 2009

Nasceu em Senador Pompeu, Ceará, a 275 km da capital.

Médico dermatologista de prestígio, formou-se em Medicina, pela Faculdade de Medicina da Universidade de Pernambuco, em 1954. 

Conhecido por ter um catálogo de clientes com cerca de 40 mil nomes, estreou em disputas eleitorais em 1988, quando foi eleito vice-prefeito de Fortaleza na chapa de Ciro Gomes, época em que ambos estavam no PMDB.

Dois anos depois, Ciro saiu para disputar o governo e deixou a Prefeitura nas mãos de Juraci Magalhães onde assumiu a Chefia do Poder Executivo Municipal em abril de 1990 e foi escolhido como melhor Prefeito do Brasil. 

Deu início uma das mais longas hegemonias da política de Fortaleza, e que ficou conhecida por “Era Juraci”.

Os primeiros passos na política, contudo, foram dados antes, na estrutura burocrática do partido que pertencia, o PMDB.

Foi superintendente do INSS-CE e Fundador do PMDB no Estado do Ceará onde era vice-presidente, assumindo depois a presidência do então PMDB de Fortaleza.

Costumava bricar comentando:  “Sou um vice que gosta de assumir”. 

Após administrar Fortaleza por 30 meses, entre 1990 e 1992, candidatou-se ao governo de estado do Ceará em 1994, porém não obteve êxito e foi reconduzido ao cargo de prefeito, em eleições realizadas em outubro de 1996, com o maior percentual de votos do país, retornando ao cargo em 1997 onde permaneceu por mais oito anos (2004).

Sua gestão foi marcada por grandes obras como os “Terminais de Ônibus”, o Instituto José Frota (IJF) bem como algumas polêmicas.

Em 2006 foi candidato a deputado federal pelo PL mas não foi eleito.

Saúde

Juraci foi internado no dia 15 de Janeiro de 2009 onde passou 6 dias.

Ficou sedado, respirando por aparelhos, com ventilação mecânica precisando ficar em coma induzido.

No dia 21 de Janeiro de 2009, após 6 dias internado na UTI do Hospital São Mateus, não resistiu e faleceu com um quadro de pancitopenia, que é a diminuição da imunidade de pacientes ocasionado pela quimioterapia.

Juraci já lutava contra um câncer de pulmão há 12 anos e que se espalhou pelo fígado.

O ser humano para atingir a sua plenitude necessita, desde o momento em que é gerado até a maturidade, de assistência à saúde, para torná-lo apto à educação, ao conhecimento, que o prepara para o trabalho e para as responsabilidades de educar, de constituir uma família, de realizar, para, finalmente, justificar a sua existência, pelo que fez de útil, pelo cidadão que foi.

Assim, segundo esta concepção, deve o poder público voltar suas ações para o homem de forma integral; e, por isso, neste contexto, tem a mulher relevância ímpar pois nela inicia-se a vida.

Juraci Magalhães 

Publicado em Médicos, Políticos Marcado com: , , , , , , , , , , , , , ,