Athos Bulcão – Artista Plástico

Athos Bulcão

Athos Bulcão
* Rio de Janeiro, RJ. 1918 d.C
+ Brasília, DF – 31 de Julho de 2008

“Artista eu era. Pioneiro eu fiz-me. Devo a Brasília esse sofrido privilégio. Realmente um privilégio: ser pioneiro. Dureza que gera espírito. Um prêmio moral”.


Pintor, escultor, decorador, desenhista, pintor e professor. Decidiu dedicar-se às artes plásticas em 1939, quando optou por abandonar a Faculdade de Medicina que estava cursando.

Athos Bulcão passou sua infância em Teresópolis.
Ele perdeu a mãe, Maria Antonieta da Fonseca Bulcão, de enfisema pulmonar, antes dos cinco anos e foi criado por seu pai, Fortunato Bulcão, amigo e sócio do escritor Monteiro Lobato. Em sua família, havia um interesse pela arte. Suas irmãs o levavam freqüentemente ao teatro, aos salões de artes, aos espetáculos de companhias estrangeiras e à ópera. Athos Bulcão, aos quatro anos, já ensaiava desenhos, porém só chegou às artes graças a uma série de acidentais e lances do acaso.

Athos Bulcão no atelier

Athos Bulcão no ateliê

Ele foi amigo de alguns dos mais importantes artistas brasileiros modernos, como Jorge Amado, Burle Marx, Vinicius de Moraes, Fernando Sabino e Manuel Bandeira entre outros. Aos 21 anos, seus amigos o apresentaram a Candido Portinari, com quem trabalhou como assistente no mural de São Francisco de Assis na Pampulha anos depois.

Em 1943, Bulcão conheceu Oscar Niemeyer, que lhe encomendou um projeto para os azulejos externos do Teatro Municipal de Belo Horizonte. A obra ficou inacabada e o painel não foi realizado.

Foto de Athos Bulcão e Oscar Niemeyer

Athos Bulcão posa ao lado do amigo Oscar Niemeyer; artista conviveu com principais nomes da arte brasileira no século 20

Em 1996, o artista recebeu do governo brasileiro a Ordem do Mérito Cultural, em cerimônia no Dia Internacional da Cultura. No mesmo ano, ele também recebeu o Diploma de Reconhecimento do Instituto dos Arquitetos do Brasil por sua obra em prol da arquitetura nacional.
No ano seguinte, ele ainda ganhou o título de Cidadão Honorário de Brasília, por iniciativa da Câmara Legislativa do Distrito Federal.
Em 1945 trabalhou como assistente de Candido Portinari – com quem, mais tarde estagiou durante seis meses no atelier do Rio de Janeiro – no painel de São Francisco de Assis da Igreja da Pampulha, em Belo Horizonte.

IGREJA DA PAMPULHA Belo Horizonte Azulejos Portinari e Athos Bulcão

Clique na imagem para ampliar
Igreja da Pampulha em Belo Horizonte – Azulejos de Portinari que teve Athos Bulcão como Assistente

Igreja da Pampulha - Azulejos de Portinari - Detalhe

Clique na imagem para ampliar
Igreja da Pampulha em Belo Horizonte – Azulejos de Portinari – Detalhe

Athos Bulcão ao lado do Painel Igrejinha

Clique na imagem para ampliar
Athos Bulcão ao lado do Painel Igrejinha
Painel da Igrejinha da SQS 307/308 – Brasília – azulejos 15×15 cm

Em 1944, a convite de Niemeyer, inaugurou a nova sede do Instituto de Arquitetos do Brasil, no Rio de Janeiro, com uma exposição de desenhos.

Athos Bulcão - Bastidores - Desenho sobre cartão

Clique na imagem para ampliar
Athos Bulcão – Bastidores – Desenho sobre cartão

Em 1948, recebeu uma bolsa de estudo do governo francês e viajou para a Europa, onde obteve Menção Honrosa em um concurso realizado na cidade universitária, em Paris. Foi um dos artistas escolhidos por Carlos Scliar para o álbum intitulado Cahjler n.1-10 Litographies d’artistes de L’Amérique Lattine.

Edifício Niemeyer Belo Horizonte

Clique na imagem para ampliar
Edifício Niemeyer – Arquiteto Oscar Niemeyer – Belo Horizonte – 1960

Edifício Niemeyer 1960 Belo Horizonte

Painel de revestimento no Edifício Niemeyer – Detalhe


Athos Bulcão - Painel de revestimento do Shopping Del Rey-Arquiteto Eduardo Mondolfo-1961-Belo Horizonte

Clique na imagem para ampliar
Painel de revestimento no Shopping Del Rey – Arquiteto Eduardo Mondolfo – Belo Horizonte – 1991

Em 1958, mudou-se definitivamente para a capital brasileira. Estabeleceu uma parceria prolífica com o arquiteto João Filgueiras Lima, cujas obras eventualmente apresentam painéis criados por Athos.

As obras de Athos Bulcão estão presentes em vários espaços públicos da capital: na Igrejinha Nossa Senhora de Fátima, no Parque da Cidade, no Palácio do Itamaraty, no Congresso Nacional, na Câmara Legislativa, na Universidade de Brasília, no Teatro Nacional, entre outros. Há mais de 200 obras de integração da arte à arquitetura espalhadas pela cidade.

“Athos Bulcão chegou em Brasília com a equipe de Oscar Niemeyer, adotou a cidade, e nela permanece produzindo trabalhos de integração da arte com a arquitetura. (…) Os azulejos e os painéis de integração fazem parte do acervo da humanidade, não só por estarem em Brasília – Patrimônio Cultural da Humanidade -, mas porque Athos Bulcão é um artista com grande sensibilidade para intervenções em espaços públicos, produzindo obras que se incorporam harmonicamente à paisagem e estão acessíveis a qualquer cidadão. Além de azulejos e painéis, pinturas, desenhos, objetos, máscaras, fotomontagens, cenários para teatro e artes gráficas fazem parte da arte de Athos Bulcão”.
Trecho do texto da Fundação Athos Bulcão para o livro “Athos Bulcão”, 2001. Imagem: p.5.

Painel no Auditório do Hospital Sarah Brasília

Clique na imagem para ampliar
Painel de relevo com função acústica – Auditório do Hospital da Rede Sarah – Belo Horizonte – 1955
Projeto arquiteto João Filgueiras Lima

Painel de relevo com função acústica - Tribunal de Contas da União - Belo Horizonte - 1997 Projeto arquiteto João Filgueiras Lima

Clique na imagem para ampliar
Painel de relevo com função acústica – Tribunal de Contas da União – Belo Horizonte – 1997
Projeto arquiteto João Filgueiras Lima

Como desenhista gráfico fez as ilustrações de vários livros e revistas literárias. Fez ainda cenários para peças de teatro como Tia Vânia (de Tchekov) e o Dilema de um Médico (de Bernard Shaw), além de trabalhar serviço de Documentação do Ministério da Educação e Cultura, entre 1951 e 1958.

Athos Bulcão - Pintura - sem título

Athos Bulcão – Pintura – sem título
Athos Bulcão – Desenho

Como escultor, trabalha desde 1955 realizando obras de integração arquitetônica, algumas complementares para prédios projetados por Oscar Niemeyer, Helio Uchoa, Sergio Bernandes e Israel Correira, entre outros arquitetos.

Painel no Palácio do Itamaraty - Brasília

Clique na imagem para ampliar
Painel no Palácio do Itamaraty – Brasília

Grande parte de seus trabalhos encontra-se em Brasília, com obras no Palácio da Alvorada, Brasília Palace Hotel, Câmara dos Deputados, Senado Federal, Igrejinha, Palácio Itamarati (Painel do auditório), Teatro Nacional, Restaurante da Torre de Televisão, Hospital Sara Kubitschek, Igreja Episcopal de Brasília, Banco do Brasil e Catedral de Brasília.

Teatro Nacional - Brasília - Foto Augusto Areal

Clique na imagem para ampliar
Teatro Nacional – Brasília – Foto Augusto Areal

Detalhe do painel no Teatro Nacional-Brasília

Clique na imagem para ampliar
Teatro Nacional – Brasília – Detalhe do Painel que reveste o exterior

Teatro Nacional - Brasília - Exterior

Clique na imagem para ampliar
Teatro Nacional – Brasília – Exterior

Como professor, lecionou no Instituto Central de Artes da Universidade de Brasília e, 1969, recebeu o título de Sócio-Benemérito do Conselho Superior do Instituto de Arquitetos do Brasil.

Faleceu aos 90 anos de idade no Hospital Sarah Kubitschek da Asa Sul em Brasília, devido a complicações do mal de Parkinson.

Athos Bulcão: o artista de Brasília
Site da Fundação Athos Bulcão

Um dos nomes mais conhecidos da história de Brasília completará 90 anos no próximo dia 02 de julho. Athos Bulcão, o artista múltiplo e símbolo da capital federal, nasceu no Rio de Janeiro, no bairro do Catete em 1918, mas passou a infância em Teresópolis, na região serrana do Rio. Por terem perdido a mãe ainda crianças, Athos e seus três irmãos (Dalila, Mariazinha e Jayme) foram criados pelo pai, Fortunato. A partir de então, a vida de Athos começou a se aproximar definitivamente da arte. Na infância rascunhava alguns desenhos e já demonstrava grande interesse pelas formas geométricas. Com as irmãs, começou a freqüentar teatros, o Salão de Artes, espetáculos e grandes óperas, mas somente decidiu se dedicar integralmente às artes plásticas em 1939, quando abandonou o curso de Medicina.

Memorial JK - Brasília

Clique na imagem para ampliar
Memorial JK – Brasília

Athos dividiu bons momentos com alguns dos mais importantes artistas brasileiros modernistas, como Jorge Amado, Carlos Scliar, Enrico Bianco, Burle Marx, Pancetti, Milton Dacosta, Vinicius de Moraes, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos, Ceschiatti e Manuel Bandeira.

Painel na sala de cinema do Palácio Jaburu - Brasília

Clique na imagem para ampliar
Painel na sala de cinema do Palácio Jaburu – Brasília

Conheceu Portinari e, com ele, trabalhou como assistente no Mural São Francisco de Assis, na Pampulha, e pôde fazer um verdadeiro e intensivo aprendizado em cores.

Talvez por isso o artista nunca acreditou em inspiração. Para ele, a arte é fruto de talento e de muito trabalho. “Arte é cosa mentale”, diz, ao citar o pintor Leonardo da Vinci.

Painel na Escadaria do Clube do Congresso Brasília

Clique na imagem para ampliar
Painel na Escadaria do Clube do Congresso Brasília

Mais do que um artista plástico, Athos é um homem de um silêncio encantador e que fala com os olhos. Um brasileiro nato que acredita no Brasil e merece não só homenagens, mas gratidão por ter dedicado meio século da sua vida a capital do Brasil.

Athos Bulcão - Pintura - sem título

Clique na imagem para ampliar
Athos Bulcão – Pintura – sem título

Principais Exposições

1941 – Salão Nacional de Belas Artes – Seção de Arte Moderna – RJ.Medalha
isenção de júri em Desenho e Pintura.
1944 – Primeira exposição individual (Desenho). Sede do IAB/RJ.
1946 – Individual de Pintura. Sede do IAB/RJ.
1948 – Individual de Pintua/RJ.
1949 – Coletiva na Maison de I?Amérique Latine Paris.
1962 – Salão Nacional de Brasílis.
1967 – Individual de Pintura no Hotel Nacional, Brasília/DF.
1975 – Exposição “Máscaras e Relevos Policromados”. Galeria Múltipla
Ambientação, Brasília/DF.
1984 – Individual de Pintura. Galeria Saramenha/RJ. Apresenteção de Marcus
Lontra.
1985 – Rubem Valentim e Athos Bulcão. Galeria Performance, Brasília/DF.
1987 – Individual de Pintura. Galeria Espaço Capital, Brasília/DF.
Individual de Pintura. Galeria Saramenha/RJ. Apresentação de Paulo
Herkenhoff.
1988 – Coletiva “Artistas pela Matureza”. Org. Bené Fonteles. Cuiabá/MT.
1989 – Coletiva de Pintura. II FLAAC, Brasília/DF.
Coletiva de Pintura. Galeria Tina Zapoli, Porto Alegre/RS.
Individual de “Máscaras . Galeria Mônica Figueiras, São Paulo/SP. Apresentação de Casimiro Xavier de Mendonça
1990 – Individual de “Máscaras”, Galeria Corpo, Belo Horizonte/MG.
Coletiva “Armadilhas Indígenas”. MASP, São Paulo/SP.
Coletiva Brasília 30 anos . Galeria Performance, Brasília/DF.
Apresentação de Marcus Lontra.
Coletiva “Arte Brasília”. Museu de Arte de Brasília.
Coletiva. Caixa Econômica Federal, Brasília/DF.
Coletiva “8 de Brasília”. Museu de Arte MODERNA, São Paulo/SP.
Coletiva “8 de Brasília”. Museu de Arte de Brasília, Brasília/DF.
Coletiva de Pintores de Brasília “Arte y Magia”. Embaixada do Brasil.
Centro de Estudos Brasileiros, Assunção/Paraguai.
1991 – Coletiva “Artistas pela Natureza”. Org. Bené Fonteles, Cuiabá/MT.
Coletiva “A Arte de Reciclar”. Org. Bené Fonteles. IBGE, Brasília/DF.
1992 – Coletiva “Branco Dominante”. Org. Cassimira Xavier de Mendonça.
Galeria São Paulo. São Paulo/SP.
Individual “Pinturas e Máscaras”. Apresentação Roberto Pontual, Galeria Saramenha, Rio de Janeiro/RJ.
Individual “Projetos e Painéis”, Instituto de Arquitetos do Brasil, Rio de Janeiro/RJ.
Coletiva “Projeto Imane”. Org. Bené Fonteles. Galeria Athos Bulcão, Brasília/DF.
1993 – Retrospectiva da obra de Athos Bulcão. Lançamento da Fundação Athos Bulcão. Brasília/DF.
“Paixão do Olhar”, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro/RJ.
“A Caminho de Niterói”, Coleção João Satamini. Paço Imperial, Rio de Janeiro/RJ.
Panorama da Arte Atual Brasileira, Museu de Arte Moderna, São Paulo/SP.

Athos Bulcão - Pintura - 1990 - sem título

Clique na imagem para ampliar
Athos Bulcão – Pintura – 1990 – sem título

Coletiva “3 Artistas” – Athos Bulcão, Rubem Valentim, Tomie Ohtake”,
Espaço Cultural 508 Sul, Brasília/DF.
1994 – “Bienal Brasil Século XX”, Fundação Bienal de São Paulo, São Paulo/SP

Painel Salão Verde Congresso Nacional - Brasília

Clique na imagem para ampliar
Painel Salão Verde Congresso Nacional – Brasília

Títulos e Homenagens

‘Sócio Benemérito do Conselho Superior do Instituto de Arquitetos do Brasil “pelo alto nível de seu trabalho pela integração das artes plásticas na arquitetura” (1969)
Membro do Conselho Nacional de Artes Plásticas, representando o Centro Oeste (1981 a 1983)
Ordem Rio Branco no grau oficial (1989)
Medalha “Mérito Alvorada” do Governo do Distrito Federal (1990)
Comendador da Ordem do Mérito Cultural do Distrito Federal (1990)
Presidente de Honra do Museu de Arte de Brasília (1992)
Lançamento da Fundação Athos Bulcão, em cerimônia realizada no Palácio do IItamaraty (1993)
Prêmio “Fundação Luis Estevão” pelo conjunto de sua obra (1994)
Comendador da Ordem do Mérito Cultural, Presidencia da República (1996)

Principais Publicações Sobre A Obra

ART IN LATIN AMERICA ARCHITECTURE, Reinhold Pub. Corporation, 1963, pgs. 120 a 123
ATHOS BULCÃO – INTÉGRATION ARCHITETURALE, Ed. Roisseau, 1973, Genebra
NIEMEYER, Les Editions Alphabet, Belmont sur Lausanne, 1977, pgs.186 a 190
OSCAR NIEMEYER, Ed. Almed Ltda., São Paulo, 1985, pgs.152 a 163
AZULEJARIA CONTEMPORÂNEA NO BRASIL, Ed.Publicações e Comunicações, 1988, São Paulo, Cap. VII, pgs. 113 a 123
ARTISTAS DO MURALISMO BRASILEIRO, Volkswagen do Brasil, 1988, pgs. 43 a 62
INTEGRAÇÃO DAS ARTES – MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA, Projeto Ed. Ltda., 1990, pgs. 26 a 31
REVISTA PROBJETO n.142, 1991, pgs. 39 a 40
ALCIDES ROCHA MIRANDA – Caminho de um arquiteto, Lélia Coêlho Frota, 1993, citação à obra

Pintor, escultor, gravador e "designer". Bacharel em administração, Tecnologia da Informação e bacharelando em Direito. Participou de mais de 150 exposições, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Criador e primeiro curador do Prêmio CDL de Artes Plásticas da Câmara de Dirigentes Lojista de Fortaleza e do Parque das Esculturas em Fortaleza. Foi membro da comissão de seleção e premiação do Salão Norman Rockwell de Desenho e Gravura do Ibeu Art Gallery em Fortaleza, membro da comissão de seleção e premiação do Salão Zé Pinto de Esculturas da Fundação Cultural de Fortaleza, membro da comissão e seleção do Salão de Abril em Fortaleza. É verbete no Dicionário Brasileiro de Artes Plásticas e no Dicionário Oboé de Artes Plásticas do Ceará. Possui obras em coleções particulares e espaços públicos no Brasil e no exterior. É diretor de criação da Creativemida, empresa cearense desenvolvedora de portais para a internet e computação gráfica multimídia. Foi piloto comercial, diretor técnico e instrutor de vôo do Aero Clube do Ceará. É membro da National American Photoshop Professional Association, USA. É membro honorário da Academia Fortalezense de Letras.

Publicado em Artistas Plásticos Marcado com: , , , , , , , , ,
40 comentários sobre “Athos Bulcão – Artista Plástico
  1. karynne disse:

    seu texto é muito bom, eu vou uzalo para colocar num trabalho, e cmomo esse texto esta exelente eu acho que vou ganhar a nota máxima.

  2. isabella disse:

    muito lindo !!!!!!!!!!!

  3. lorrane disse:

    caracas choquei pirua

  4. lorrane disse:

    adorei esse texto,garanto que irei tirar 3 no trabalho .
    e bom sempre sabermos sobre um artista tao esperiente e sabio!
    e eu acho lindas as obras dele e sei que todos tem que agradecer muito a ele!
    ♥beijos♥

  5. bisonho disse:

    orripilante mt feio

  6. Sérgio Matute disse:

    Tenho um escritório de Arq. e Urb.,decoração de interiores,Paisagismo,enfim tudo que envolve as artes,eu tenho fascinação,e respeito pelos grandes mestres como Athos Bulcão,é um prazer ver sua magnífica obra.

  7. Sérgio Matute disse:

    Parabéns, por criarem um site,para podermos contemplar obras fabulosas.

  8. andressa disse:

    nossa adorei essa bibliografia sobre athos bulcao

  9. Agda disse:

    Adorei seu texto.Imagens muito bem escolidas.parabéns

  10. nayann disse:

    cara vc é muto fera nas artes

  11. marcos roberto miguel disse:

    eu achei muito fasinante e quero saber muito mais sobre ele.

  12. vau disse:

    muitoooooooooo bom adorei.

  13. jacilene da silva oliveira disse:

    muito bom o seu trabalho, que deus ter abençoa vc e sua familias?

  14. Ronaldo disse:

    muito bom seu trabalho coisas lindas muito bom mesmo viu BEIJÃO

  15. williany larissa disse:

    eu ja fis a obra pintura sem titulo eu fis na escola que pena que vc não pode ver o recado bjs☺♥♦♣♠◘○

  16. lais fragoso disse:

    adorei sei que nessa prova vou tirar dez grassasa vc que escreveu a biografia de athos bulcão agradesso muito BEIJÂO e muito obrigada

  17. lais fragoso disse:

    á esquesi de falar eu já fiz um trabalho sobre eletive que fazer um azulejo e uma parte da casa e eu fizum jardim de imverno ficou lindo e eu tirei 8.5
    bjos xau

  18. Thamyres Oliveira Da Silva disse:

    á esquesi de falar eu já fiz um trabalho sobre eletive que fazer um azulejo e uma parte da casa e eu fizum jardim de imverno ficou lindo e eu tirei 8.5
    bjos xau

  19. Thamyres Oliveira Da Silva disse:

    tirei 8.5 no trabalho e ostei de conhecer esse grande pintor parabens

  20. carlos henrique lima disse:

    Sou artista plastico e arte educador trabalho no CLA – sec.de cultura e no Pequeno Principe escolas de arte em goiania-goiás,e estou desenvolvendo um projeto a partir dos trabalhos de Athos Bulcão na escola e gostaria de ter catalogos de suas obras para mostrar para os alunos.

  21. Marcelita disse:

    adooooorei ;d;d

  22. lana disse:

    adorei sobre a obra de Athos Bulcão,uma obra prima .Mas não consegui tirar uma duvida ; o azulejo da faculdade de quimia na unb de cores azul e verde é dele?

  23. lana disse:

    esqueci de falar ficou essa duvida no trabalho ? corrigindo faculdade de quimica na unb…abço

  24. José Mesquita disse:

    Não disponho da certeza dessa informação, mas pelo estilo existe uma grande possibilidade de ser de sua autoria.

  25. Pedro Henrick disse:

    Nossa adorei as obras desse carah MUITO BOOM “””

  26. jessica disse:

    vc é muito artistico

  27. Leticia disse:

    muito bom, adoreeei foi ótimo pro meu trabalho, obg *-*

  28. Ana Bulcão disse:

    Estou trab na área de design de interiores e esse artigo sobre o Athos Bulcão me ajudou muito. Adorei muito obrigado.

  29. luiz disse:

    obrigado pelo texto tirei 3 no meu trabalho
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  30. daiane disse:

    adoro foi muito bom criar o site
    obg
    bjs

  31. Brasília me encantou desde que cheguei, em 1960, vinda do Rio. E aqui permaneço até hoje – caridanga, como me denomi- no, metade carioca e metade candanga….Sou apaixonada pelas obras dessa magnifica cidade e lamento que pessoas que devem ignorar o valor da arte de Athos Bulcão, tenham posto abaixo o mural de azulejos que adornava uma parede do prédio da Disbrave,no início da W3 Norte, que já serviu à cidade como uma pizzaria…Bando de ignorantes!!!,

  32. Adorei suas artes , inclusive vou até desenhar um quadro seu que eu achei maravilhoso para expor
    Beijos

  33. keiliane disse:

    nooooooossa me ajudou bastante. obrigaaaaaaaado.

  34. luana disse:

    site bom d+ tirei nota massima

  35. emersom disse:

    BOA EM VOCE E UM BAO ARTISTA EM

  36. KAUANY disse:

    OTIMO EU GOSTEI MUITO DO SEU TRABALHO OTIMO

  37. dhebora disse:

    tenho q faser um biologia de atos bugão

  38. marilia barreto disse:

    estou fazendo um trabalho de athos bulcao

  39. Pedro disse:

    Alguém sabe se Athos Bulcão teve uma filha chamada Rita Esther… tenho alguns livros dedicados a ela e , num deles, Jorge Amado dedica a “Rita Esther, filha de Athos”!!! Não consigo achar dados da família dele em lugar algum… grato pela informação…

  40. marlon disse:

    vc e muito trtistico viu q deus te abençoe detro do caixao

1 Pings/Trackbacks para "Athos Bulcão – Artista Plástico"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*